segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

10

10! Hoje é dia 18 de Fevereiro e já morreram, este ano, 10 mulheres em Portugal às mãos de companheiro ou antigos companheiros. 
Vivemos numa sociedade onde ainda vigora a máxima “entre marido e mulher...” e com ela vigora o terror, a violência e o medo. Onde é mais fácil olharmos para o lado do que agirmos. Uma sociedade onde somos todos culpados destas mortes.
Temos um sistema que beneficia o agressor. É a vítima que, na maioria dos casos, tem de abandonar o lar e colocar-se numa situação dependente é frágil. As condenações são piadas o que leva muitas vezes à falta de denúncia. A situação é insustentável e vamos continuar a morrer.
Não são só mulheres as vítimas de violência doméstica, mas são o principal alvo. E se pensam que o perfil é muito delimitado, enganam-se. Basta ler os dados do estudo Violência no Namoro para perceber que estamos a lidar com uma realidade assustadora, mas real. As nossas meninas acham normal serem vítimas de chantagem, pressão e agressão. Os nossos meninos acham que podem tratar as namoradas como propriedades. 
É uma questão cultural e estrutural. É a nossa realidade. 
E basta de olhar para o lado. Basta achar que como não somos nós a apanhar nada temos de fazer. Basta. 
São dez mulheres em 49 dias. 
Ainda temos 316 dias para mudar as estatísticas. Mas sobretudo, salvar vidas. 

2 comentários:

  1. Bem verdade. Os números são alarmantes. Mas sinceramente (e depois de uma situação que vivenciei na semana passada e que relatei no blogue) tenho algumas dificuldades em perceber o que fazer para ajudar a vítima e acusar o agressor.
    https://jusajublog.blogspot.com/

    ResponderExcluir