sábado, 30 de abril de 2016

O que li durante a semana #7

Depois de mais um hiato de uma semana, voltam as noticias da minha semana.

Podemos não ser muito fãs. Podemos não gostar do estilo. Mas Beyoncé provou com o lançamento do video-álbum Lemonade porque é a Queen B
É um statement, é uma afirmação de poder no meio onde ela é um dos maiores astros. 
O filme é maravilhoso. 

Cada vez que há um fim anunciado, parte da minha esperança morre um pouquinho.
Por vezes, detesto fazer parte desta espécie que destrói tudo.

Uma outra perceptiva, diferente do que estamos habituados a conhecer. 

A revolta nunca acaba. Assim como o racismo.

Não sei se estão actualizadas com isto, mas há sempre confusão com os tradutores que a UEFA recruta para os seus eventos. Aqui, uma boa gargalhada, ressalvando que nem todos reagem tão bem. 

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Favoritos de Abril


1 - Quando amigos ou familiares ficam na minha casa, a hora de tomar banho é sempre divertida, porque todos acham piada à minha oferta higiénica. Tenho produtos para todos os gostos. Para perceberem neste momento tenho três produtos diferentes de higiene para o corpo em uso. Gosto de variar e ter produtos adequados às minhas necessidades naquele dia. 
Assim quando vi este gel em promoção, decidi experimentar. E estou a adorar. O cheiro é maravilhoso, pena a duração na pele não ser maior. O gel é transparente e pouca quantidade faz muito bem o trabalho. O único senão é que, como podem ler no rótulo, tem tantos químicos na composição. 

2 - Eu ando mais sensível que o normal mas nada justifica o que EU CHOREI COM ESTE LIVRO!
Solucei. Tremi e fiz beicinho de choro. Precisei de um abraço do E no meio da leitura. 
Porque o livro é muito bonitinho. É sensível, é amoroso.
Não é uma maravilhosa obra de literatura, mas é tão bom de ler.

3 - Que eu adoro chá já não é novidade. A novidade é que nunca tinha comprado o chá exclusivo do Lidl e não sei como vivi até aqui sem ele.
Eu gosto de chá verde, mas sabemos que tem um gosto muito próprio que muitas pessoas não aguentam. Assim, aqui está o segredo. Estes chás aromatizados com sabores, mantêm os componentes do chá verde mas suavizam o sabor. 
Estou apaixonada!

4 - Mal começou o mês de Abril e com o final do jejum de compras, decidi que era tempo de comprar uns ténis.
Na minha wishlist de primavera disse que precisava de uns brancos, mas vi estes NB e foi amor.
Eu acho os New Balance dos ténis mais confortáveis do mundo, sério. Assim, este modelo mais escuro tem andado nos meus pés desde que chegou cá a casa. 
Os brancos ficaram para depois.

5 - Juntar nutella com aquela bolachinha estaladiça da ferrero é o paraíso. Nunca tinha experimentado mas noutro dia, perdida no hipermercado decidi trazer para casa. O que eu fui fazer.
Viciei completamente e já disse a 550 mil pessoas o bom que isto é.

6 - Adoro champô seco. Além de lavar o cabelo todos os dias, sem excepção, o meu cabelo é muito fininho, cabelinho de rato mesmo. Isso leva a que não tenha quase nenhum volume e é exactamente para isso que uso o champô seco. Neste caso, o Volume XXL, funciona ainda melhor. Deixa o cabelo, se necessário, com um aspecto limpo e cria um volume bonito no cabelo.
O único senão é que se usarmos um pouco mais o cabelo fica duro, ou pelo menos o meu cabelinho fica. 

7 - Oh música boa! Já andei uma fase a ouvir e agora voltei em força. Adoro a sonoridade, adoro a voz dela e a vibe que a música transmite.
Gosto mesmo muito. 

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Top5 - Personagens mais irritantes da história das séries

Eu sou uma papa séries. Vejo tudo, independentemente do estilo ou pontuação do imdb
Claro que tenho as séries da minha vida, que eu amo e defendo com a vida (exagero!) e tenho aquelas que vejo por ver. 
Há personagens que me apaixonam, que desejo secretamente que fossem pessoas reais e se transformassem em meus bff´s!
Mas depois, depois há aquelas personagens que me fazem sentir laivos de homicida. Personagens fictícias que me fazem sentir ódio sério. 
Assim, vamos ao meu top 5 de personagens irritantes e odiosas.

Joffrey Lannister-Baratheon, Game of Thrones
Acho que há poucas personagens que atinjam o nível desta. É completamente e unanimemente horrível. 
É daquelas personagens que nos irritam, nos fazem pensar em múltiplas formas de homicídio e nos fazem odiar o actor, quando o seu único pecado foi uma interpretação incrível. 
Posso dizer, sem spoilers, que foi um rejubilo quando finalmente algo de mau lhe aconteceu. 

Ted Mosby, How I Met Your Mother
Foi uma das comédias que mais gostei. O casal Lily/Marshall e o Barney são das personagens mais adoráveis, mas a série tinha o mais chato e aborrecido personagem principal de sempre. 
Ted Seca Mosby não dá para defender. É chato, carente, pegajoso, indeciso e chato, já disse chato?

Meredith Grey, Grey´s Anatomy
Eu vejo Grey´s Anatomy há onze anos. Comecei a ver no ano que estreou e aqui estou, onze anos depois. A verdade é que não sei bem porque ainda vejo, só sei que a cada sexta-feira, lá vou eu ver o novo episódio, absorta na curiosidade de quem vai morrer, se vão ser colhidos por um tsunami ou é desta que chegam os aliens. 
A personagem principal, não é, de todo, a razão para eu continuar a ver. 
Meredith é sem dúvida, uma das personagens mais autocentradas da história da televisão, as dúvidas, a indecisão constante, as fugas fáceis, a má disposição, são só cansativas e fazem com que esta personagem seja só mais uma que detesto com convicção. 

 Michael Dawson, Lost
Vamos já concordar em algo, Lost é a melhor série do mundo, certo? 
A forma mágica como o tempo é trabalhado, o mistérios e as metáforas constantes, as personagens intensamente e profundamente únicas, 
Mas depois há aquelas que temos de odiar de tão irritantes que são, como é o caso de Michael Dawson. 
Além de ser completamente irritante, tem um dos carácter mais questionáveis de todo o elenco. 
Quando ele voltou à ilha quase tive um ataque!

Eleonor Guthrie, Black Sails
Ora aqui está uma personagem que comecei por gostar e acabei por detestar. Para quem vê a série, sabe que esta é apenas uma mulher desprezível.
Mais uma autocentrada e narcisista, que não olha a meios para alcançar os seus objectivos.
É má, é hipócrita e é vingativa. 
Detestável, portanto.



Por aí, quais as vossas personagens mais odiadas?

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Sugestões para o Dia da Mãe




Tal como disse relativo ao Dia do Pai, o importante é dar amor. O material tem muito pouco impacto comparado com um "amo-te" e um abraço sentido. Mas receber um mimo sabe sempre bem. 

Assim, aqui ficam as minhas dicas do que oferecer às eternas mulheres das nossas vidas. 




A verdade é que me inspirei na minha mãe para fazer esta lista, é tão a cara dela. Mas acho que temos uma boa selecção que agrada a muitas mamãs. 
Espero que gostem.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Um look para o resto da vida!

Felizmente, poucas vezes na vida temos de tomar decisões definitivas. Com o passar do tempo, as vontades e opiniões mudam e não temos de pensar e ponderar as nossas posições para o resto da vida.
Mas e se? E se tivéssemos de escolher uma roupa, um conjunto, para usarmos para o resto da via?
Foi essa ideia que me assolou e com isso compus o meu look da vida.
Ora fiz um pouco de batota, compus dois. Um casual e um profissional. Mas como é para o resto da vida acho que posso ter opções.

Achei engraçado que não precisei de pensar muito. Fiz os looks em cinco minutos e porque estava a almoçar ao mesmo tempo.
Muito fácil para mim.
Vamos aos looks.

Nada mais fácil. Jeans, t-shirt branca e loafers 
Podia escolher um modelo boyfriend jeans, mas acho que me iria enjoar mais facilmente.
As havaianas são um must have para os dias de calor, uso sempre.
A carteira vermelha para colocar um foco de cor e como era uma para a vida bem podia gastar uns euros e comprar um dos meus modelos de sonho.
Os aviadores, os meus óculos da vida!

Aqui está uma versão profissional do look casual. 
A camisa branca é um obrigatório. Não há peça que ame mais.
A saia lápis em animal print, é uma das peças que acho mais elegantes, conjugadas com uns stilettos ou sandálias. 
A carteira estruturada e um batom vermelho, russian red da MAC, o meu batom da vida. 
Uns cat eye para elevar a intemporalidade do look. 

Ambos são a minha cara e sem dúvida eram looks que me via a usar muito, porque tirando as peças de animal print que não são consensuais, são peças básicas.

O meu desafio agora é para vocês. Gostava muito de ver quais seriam os looks da vossa vida. Acho que seria tão interessante ver as diferenças entre todas.
Sintam-se convidadas a partilhar.


segunda-feira, 25 de abril de 2016

Look da Semana

Uma semana que começa com sol e um feriado a cheirar a liberdade.
A verdade é que as últimas semanas não foram as mais produtivas aqui no blogue. Muita coisa a acontecer que não estava planeada dá nisto.
Mas hoje, no começo de mais uma semana, vou voltar com tudo e nada melhor que começar com os looks da semana, para vos inspirar.

Looks Casuais 

Mais uma vez tentei misturar cores e formas de Primavera/Verão com o aconchego dos casacos, porque, infelizmente, o frio ainda se faz sentir.
Acho que pela primeira vez no ano estou a sentir que podemos, finalmente, começar a mostrar os pés, com calçado mais aberto. 

Looks Profissionais 

Quando compus os looks profissionais, só no fim me apercebi que usei uma palete de cores muito semelhante em todos. Fiquei na dúvida se deveria modificar algum, mas a verdade é que gostei de todos e decidi não mudar nada. 
Adoro o look de Segunda-feira, acho a t-shirt a coisa mais linda.

Espero que gostem e se inspirem.
Bom feriado e boa semana!

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Série da semana, Empire.


"The streets aren't made for everybody. That's why they made sidewalks." — Cookie

Quem me recomendou esta série foi a minha mãe. Quando estreou fiquei curiosa mas deixei para o lado. Quando a primeira temporada acabou, a minha mãe disse-me que tinha de ver.
Mistura tudo, música, poder, amor e traição. Doses bem medidas e personagens muito bem compostas. A Cookie e o Lucious são maravilhosamente montados. 

Fiquei realmente envolvida e vi a primeira série de rajada. 
Vale a pena. Não é uma série de culto, tão pouco uma série que me marcou para a vida (até agora), mas é uma boa série, que entretém e que nos mostra como as relações humanas e o poder quando envolvidos são tão ténues. 

“I don’t wanna win the game. I wanna change it.” –Hakeem


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Tendência #8 - Patches

Quando era miúda, bem miúda, tinha um casaco de ganga que me ficava bem largo mas que eu amava. Andava tanto com ele que o coitado teve uma vida longa e difícil. A verdade é que comigo subiu em árvores, andou de bicicleta e patins e caiu, caiu muito.
Em algumas dessas quedas as lesões eram maiores e lá precisava de um remendo.  
Lá ia eu, toda contente, escolher mais um remendo para a colecção do meu casaco. Hoje esses remendos viraram moda.


Em todas as lojas encontramos peças marcadas por esta tendência dos anos 80. Eu gosto, acho que dá um look descontraídos e marcante, no entanto é fácil cair no aborrecimento por serem peças tão marcantes. 







Uma tendência para usar e abusar esta Primavera/Verão. 

terça-feira, 19 de abril de 2016

Os meus indispensáveis #5


Aqui está uma marca baratinha que gosto muito.

Se há produto que passa gerações é a laca Elnett. Em casa dos meus pais, eu, a minha mãe e a minha avó, todas usamos e é a única que não dispensamos para colocar os fios no lugar. 
Sou sincera, não sou muito adepta do cheiro, hoje em dia há produtos com cheiros muito melhores. No entanto, gosto muito do efeito que tem no cabelo. Uso com a fixação média, a forte é demasiado para os meus cabelos finos. 

Os produtos da linha óleo extraordinário foi uma boa surpresa. Não costumo usar muitos produtos de cabelo de hipermercado, tirando o champô purificante da Pantene. No entanto, numa das minhas incursões no site da Primor, encontrei os produtos em promoção e decidi encomendar.
Melhor decisão. Adoro o cheiro e adoro como o meu cabelo fica hidratado depois do banho, mesmo quando não uso máscara. 
Gostei imenso do efeito no cabelo e é um produto a manter em casa.

Le Khôl. Eu não uso muito este tipo de produto na minha maquilhagem diária no entanto, este é dos meus favoritos. Gosto da suavidade, da facilidade de aplicação e da cor profundamente preta.

Por aí, quais os vossos favoritos da LOrèal? 

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Look da semana

Não quero cair em repetição, mas isto já não tem piada. Tenho fotos minhas do ano passado a esta altura de vestidos e este ano ainda não tive coragem sequer de calçar uns sapatos mais abertos. A chuva, o frio e o mau tempo em geral já cansam e a vontade de sentir o sol no corpo é imensa.

Por isto, os looks desta semana tentam, mais uma vez, conciliar o espírito primaveril com o tempo que não ajuda. 

Looks Profissionais
Adoro cores. Adoro tons mais claros na Primavera e isso nota-se nos looks que faço. Estou completamente apaixonada pelos looks de Quarta e Sexta-feira, acho tão delicados e harmoniosos. O look, que além de gostar, é menos a minha cara é o look de Quinta-feira, apenas devido ao top com borboletas, que além de não ser muito "eu", sei que muitas de vocês gostam. 

Looks Casuais

Gosto muito da composição dos looks casuais desta semana. Gosto menos do de Terça-feira, devido às cores mais girly, que além de gostar, não são tanto a minha cara. Os restantes quatro looks usava sem dúvida. Gosto muito do look de Segunda-feira, acho lindo. O looks de Sexta-feira foi, curiosamente, muito semelhante ao que usei ontem para passear à beira mar,

Inspirem-se!
Boa semana.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Top 5 - Comidas mais estranhas que já comi

Nunca fui ao continente asiático, logo, nunca comi muitas das estranhas comidas que só por lá podemos encontrar. Um dia, um dia...
Mas posso dizer que já comi coisas estranhas, porque sou curiosa neste campo. 
Assim fiz um top das comidas mais estranhas que comi, que as pessoas, nos países que já conheci, acham estranho.


A verdade é que por cá comer caracóis ou chouriço de sangue é muito normal, mas dizer a um inglês para comer caracóis vai fazê-lo torcer o nariz. 
Claro que na nossa gastronomia há muitas coisas estranhas, como comer orelhas e focinho de porco, a língua ou coração de vaca. Coisas que já comi, mas que hoje só o nome me enjoa.

Ainda há muita coisa que quero provar, tenho o sonho de viajar tal Andrew Zimmern a provar as maluqueiras gastronómicas deste mundo

Por aí, qual a comida mais estranha que já comeram?

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Livro da Semana, Um mais um, Jojo Moyes


Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou.Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?


Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. (Sinopse em Português do Brasil)


Eu gosto da Jojo Moyes. Acho que tem uma escrita fácil e fluída. 
Podem ler aqui o meu livro favorito da autora. 

Já tinha lido sobre este livro e fiquei curiosa, por isso decidi encomenda-lo na Fnac, a versão inglesa, uma vez que ainda não existe tradução em português de Portugal, apenas português do Brasil. 

É um livro fofo, daqueles que nos entretêm numa viagem ou uma tarde ao sol. Não é uma grande história, não senti uma grande empatia com as personagens, tirando a doce Tanzie. As personagens adultas são um pouco vazias, especialmente Ed
Assim sendo, o deleite do livro são mesmo as personagens mais novas. Como já referi, a Tanzie, um génio matemático muito divertido e Nicky, um adolescente cheio de inseguranças mas que se torna uma delícia acompanhar. 

É um livro de leitura rápida, mas que também não perdura muito na memória.
Recomendo para quem gosta de histórias leves e fáceis de ler.


Adenda: Como devem ter reparado, pelo menos assim espero, que venho intercalando livro mais "pesados" com leituras mais leves, Isto porque nem todos gostamos no mesmo e quero dar dicas variadas e que se adeqúem a qualquer gosto. 

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Sotaques.

Eu não tenho sotaque. Nenhuma forma de falar que automaticamente me transporta para uma região geográfica.
Agora tenho um grande mal, sou uma esponja de sotaques.
Eu tenho família em muitos locais e é curioso como pouco tempo depois de estar perto deles começo a absorver todas as expressões e entoações.
Se vamos para o Norte, onde está a minha família materna, logo começo com as expressões bem típicas e aquele sotaque único.
Para o sul, onde a família do E se encontra, começo com as expressões tipicamente algarvias.
Até em outros pontos do globo, onde o português se canta de outra forma, toda essa diferença começa a entranhar-se em mim.
O que já me fez passar vergonhas.
Porque quem me conhece, não liga, mas para quem sou uma desconhecida, pensa que estou em tom de gozo, o que não podia ser mais distante. 

E por aí, também partilham do meu drama?

terça-feira, 12 de abril de 2016

Série da semana, Underground


A cada nova série que estreia fico na esperança que seja uma nova paixão.
A verdade é que há algum tempo que não descubro uma série que me agarre à tv (pc) e me faça esperar impacientemente por um novo episódio.

Felizmente, Underground chegou. 
É uma série com um tema poderoso, que nos deixa incomodados e revoltados, com um elenco muito bom e que a cada episódio cria um novo folgo. 

Está no quinto episódio e só quero é ver mais!

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Look da semana

Estou a ficar frustrada com este tempo. Hora faz sol e um calorzinho tão bom que nos dá esperança, ora fica um temporal com um vento tão forte que nos leva o ânimo.
Mas como a semana começa e não perdoa, aqui ficam os looks para esta semana.

Looks Casuais 


Esta semana tentei criar looks que se identifiquem com a Primavera mas que ainda nos protejam deste tempo maluco. 
Adoro profundamente o look de Terça-feira, tão a minha cara.
As hunter de Quarta-feira, que estão na minha wishlist, são a coisa mais adorável. 

Looks Profissionais 

Sexta-feira! Usava o look todos os dias! De todos os looks que compus esta semana é de longe o meu favorito. 

Espero que se inspirem.
Boa semana!

domingo, 10 de abril de 2016

O que li durante a semana #6

Mais uma semana de noticias fresquinhas.

Um site para ler, certinho, todo o processo que está a abalar o mundo.

Depois deste post, um artigo muito interessante sobre os mitos e agora, certezas, sobre as suas enxaquecas. 

Para quem gosta de futebol, um conto de fadas dos tempos modernos. Uma equipa pequena, com poucos recursos, a poucas semanas de ser campeã da Premier League. Fenomenal. 

A campanha não é, de todo, descabida para a mente dos nossos pequenos, fá-los perceber o que os outros passam e a aflição dos refugiados, mas quando misturam adultos só pode dar asneira.
Joana Vasconcelos, vai lá brincar com tampões. 

Para ler e mudar mentalidades.
É uma das mais difíceis e demoradas mudanças, que será dificílimo ultrapassar, mas é sempre bom, um a um, tentarmos. 


sábado, 9 de abril de 2016

Estupidamente feios e estupidamente caros!

1 - Moschino Casual Trousers €930

2 - Rosie Assoulin Tie-Dye Fiesta Trousers €2160

3 - Sophie Theallet Sydney Printed Velvet Evening Pant €3540

Muito mal? 

sexta-feira, 8 de abril de 2016

50 factos sobre mim - Parte 3

Hoje continuamos com os 50 factos sobre mim. Podem ler aqui a primeira parte e a segunda parte

31 - Muitas das decisões mais importantes da minha vida foram tomados durante o banho. É sem dúvida o meu local de eleição para deixar a cabeça voar e pensar seriamente.

32 - Sou muito boa a resolver problemas em geral. Por ser tão calma e positiva, encontro com alguma facilidade resolução para problemas que há partida seriam complicados.

33 - Tenho um problema sério com camisas e t-shirts brancas. Acho que nunca são demais e tenho mais do que devia. 

34 - Pinto o cabelo de loiro há cerca de cinco anos e adoro. É um tom quase branco. Antes disso já tive o cabelo pintado de vermelho, rosa, roxo e azul. A minha adolescência foi divertida.

35 - Sempre fui uma menina/mulher de força porque nunca me trataram como uma menininha desprotegida. Por essa razão fui durante anos o anjo da guarda dos meus primos e amigos contra os rufias lá do bairro. E sim já andei à porrada (mais nova claro!). E sim, já parti a cana do nariz a um rapaz. Detesto abusadores. Detesto.

36 - Adoro frutos secos. Se me aparecesse o génio da lâmpada um dos desejos era gasto a pedir um suplemento vitalício de frutos secos.

37 - Adoro perfumes. Tenho vários e não sou fiel a nenhum específico. Claro que há perfumes marcantes na minha vida, como o Ligth Blue da Dolce & Gabbana e o Fluid da Iceberg (muito amor por este último que desapareceu sem dizer adeus). 

38 - Não faço amigos com facilidade. Por ser muito introvertida com pessoas que não conheço, muitas vezes confundido com arrogância, não sou a mais acessível das pessoas. Depois de conhecer e apreciar a pessoa, sou uma aventura ambulante. 

39 - Sou muito boa em contas de cabeça. A verdade é que tenho um sistema muito próprio mas que funciona muito bem. Era uma craque a jogar ao jogo do 24.

40 - Gosto muito de sair a pé e correr a cidade. Acho que é a melhor forma de conhecermos um lugar seriamente. Já descobri verdadeiros tesouros, em várias cidades, por fazê-lo. 

Em breve a última parte. 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Tendência #6 - Desfiado

Lembro-me de ser adolescente, não foi assim há tanto tempo, e cortar as bainhas das minhas calças. 
Ficavam com um ar muito mais cool e eu achava fantástico.
O que é certo é que estava na moda e hoje, voltou a estar.

Das tendências que mais se viu no street style destas semanas de moda foram os jeans desfiados, combinados tanto com looks elegantes como com looks mais despojados. 

Eu continuo a achar bonito. 
Há algo que me seduz em jeans meios desfiados ou até rotos.
E a felicidade é que podemos encontrar em qualquer loja,

Gostam?

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Enxaquecas

Comecei a ter enxaquecas quando tinha uns 14/15 anos. Claro que já tinha tido dores de cabeça mas como aquela dor, tão diferente e absoluta, nunca tinha experimentado.
Durante dois dias não consegui tirar os óculos escuros e sair à rua, com náuseas e uma sensação de mau estar permanente. No terceiro dia, os meus pais levaram-me ao médico.
Não foi diagnosticado logo que eram enxaquecas, mas quando no período de dois meses tive três crises, o médico não teve dúvidas.
Pelo meu histórico de ansiedade, tenho normalmente alguns dos factores que desencadeiam as enxaquecas, como o stress e os ciclos de sono desiguais.

É importante referir que nem todas as dores de cabeça são enxaquecas. É também importante dizer que para um correcto diagnostico é importante consultar um médico, em especial um neurologista. 

Com o intuito de ajudar quem por aí também sofre deste mal, compilei todos os truques e dicas que funcionam comigo. Não é um cura ou algo cientifico, apelas o que ao longo dos anos testei e comprovei que funciona para atenuar as minhas enxaquecas. 



Espero que ajude e fico a aguardar as vossas dicas. 

terça-feira, 5 de abril de 2016

Livro da semana, Wuthering Heights, Emily Brontë




Antes de mais tenho que avisar, isto é uma carta de amor.

A primeira vez que li o Monte dos Vendavais tinha 12 anos e detestei. Detestei com tanto afinco que apenas acabei de o ler porque tenho um código pessoal no que toca a abandonar livros, não o faço. Ponto.
Não percebi a profundidade das personagens, achei os protagonistas desequilibrados e a história muito estranha. 
Coloquei-o de volta à estante e apenas lhe toquei passado alguns anos.

Como sempre acreditei que as pessoas mudam de opinião e amadurecem, naquela tarde de férias de Natal, com um frio para lá do normal, a lareira convidava a um livro. Mas não havia nenhum novo. Procurei, procurei, mas nada me chamou a atenção até que aquele livro gasto me piscou o olho. 
Muito reticente lá lhe peguei e pensei "Porque não?"

E aqui começou a nossa história de amor.
Depois de o acabar de ler, de madrugada, estava abalada, maravilhada e arrebatada.
É verdade que cinco anos mais tarde a maturidade é muito diferente. Nestes cinco anos tinha visto, sentido e vivido muito mais, mas continuo sem perceber como na minha primeira leitura o detestei tanto.
Este livro é O livro. Uma obra de arte. 

Brontë foi impar a criar as personagens. O amor cruel de Heathcliff e Catherine nada mais é que uma profunda e dramática história de amor, longe dos entraves do politicamente correcto.
Heathcliff, a minha personagem mais amada, é isso mesmo, a personificação das sensações e sentimentos mais crus e humanos. Não é bom nem mau, é humano.
O amor que sente por Catherine é tão forte que tanto o mantêm como o destrói, a sede de vingança e tão poderosa como a saudade e o medo que transmite.  
É uma personagem única, maravilhosa e marcante.
“Terror made me cruel . . .” 

É uma história que podemos transportar por décadas sem perder a actualidade, quando conseguimos transpor a barreira da descrença e perceber como podemos, tão bem, ser descritos na história.
Todos os lados lá estão, todas as barreiras aos sentimentos no oposto à liberdade sem pudor. Apenas temos de a compreender e aceitar, que todos podemos enlouquecer de amor.
“If you ever looked at me once with what I know is in you, I would be your slave.” 

Já li o livro em três línguas distintas, no inglês original, em português e espanhol. Gosto de fazer este exercício com os livros que mais amo, porque cada língua dá uma nova vida as personagens é à história.

Recomendo a todos, recomendo mesmo muito. É o meu livro amado, o que está à cabeceira da minha cama. É um grande marco literário e o livro que mais me marcou. 
A escrita é fabulosa, não tão acessível a quem não tens o olho treinado para literatura mais "pesada". 
Mas vale muito, muito ler.

“He's more myself than I am. Whatever our souls are made of, his and mine are the same.”   

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Look da semana

A chuva caí lá fora e a vontade de encarar a semana não é assim tanta. Já desesperamos por o melhor tempo, o sol e calor que tardam a vir.
Para alegrar este início de semana com tão má cara, aqui ficam os looks da semana.
Inspirem-se.

Looks Profissionais 


Gosto particularmente dos looks profissionais desta semana.
O de Terça e Quarta-feira arrebatarem-me o coração e além de o de Quarta-feira ser um pouco mais ousado, creio que é uma excelente opção para contextos profissionais mais alternativos.


Looks Casuais


Para os looks casuais tentem criar looks que nos permitam combater o frio que ainda se faz sentir mas dar-lhe também um ar primaveril.
Claro que os dois primeiros são mais escuros, como o tempo, mas vão clareando, assim como as previsões meteorológicas.


Espero que gostem.
Boa semana!

sábado, 2 de abril de 2016

O que li durante a semana #5

Mais uma semana, mais noticias. 

O nude não é só o tom de pele de brancos, o nude é referente a cor de pele, seja ela qual for. Além dos sapatos maravilhosos, Christian Louboutin criou agora nudes que representam todos os tons, para todas as mulheres. 

Uma delas é autora do livro que mais amo no mundo. Sou apaixonada pela escrita, pela história, tanto delas como as que criam, por tudo o que as envolve.
Vale muito a pena ler.

Gosto deste tipo de histórias, que nos deixam com um sorriso, inspiradoras. 
Vamos ver se os objectivos delas se concretizam. 

Para gargalhar. Muito. Enquanto podemos.

O fim de uma era. Para quem estudou a politica de Cuba, os paradigmas e pressupostos, vê estes pequenos passos, tanto a visita de Barack Obama como o concerto, como gigantes. A seu tempo logo veremos se são passos verdadeiros ou apenas mais um espectáculo politico.  

Para a semana há mais.
Bom Sábado. 

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Melhores oportunidades de promoções de meia estação

Estamos no principio da Primavera mas já no meio das colecções. As lojas já estão a fazer várias promoções e hoje decidi compilar alguns itens que acho bastante interessantes para esta nossa estação, complementando com os descontos sempre agradáveis. 

Asos


Vestido b. Young €56,32 - €39,44
Sapatos Truffle Collection Mona €53,52 - €36,62
Pulseira House of Harlow €81,69 - €42,25
Camisa Influence €38,03 - €22,53


Zara

Vestido Direito €25,95 - €12,97
Vestido Jacquard €29,95 - €14,97
T-shirt Prata €15,95 - €7,97
Sapatos Vermelhos €49,95 - €24,97

Pull&Bear




Túnica Gola Halter €19,99 - €13,99
Calças Reta Pano €19,99 - €13,99
Camisa de Ganga Nó €22,99 - €16,09
Sweatshirt €19,99 - €13,99


Stadivarius


Saia de Malha Plissada €17,95 - €10,77
Saia Lápis efeito Couro €19,95 - €11,97
Vestido Corte Ancas €19,95 - €11,97
Camisa Quadrados €19,95 - €11,97

Jejum de Compras - Resultado

E o jejum acabou.
A verdade é que não foi tão complicado como pensei que iria ser. Tirando as coisas menores, aquelas pechinchas que vamos vendo pelo caminho, nenhuma dificuldade maior.
Mas aconteceram duas marcantes.

Falei aqui o meu desejo profundo de adquirir a paleta de sombras mate da Tarte, a Tartelette. Ora, em Portugal não se vende esta marca mas no Reino Unido sim e uma amiga minha foi a Londres na primeira semana de Março.
Sabendo do meu desejo pela paleta, propôs logo trazer ao qual eu tive que Recusar!
Sim, recusei que me trouxesse a minha amada tartelette.
A verdade é que não é algo que preciso mas quero muito. E não sei quando terei a oportunidade de a comprar.
A verdade é que estou a pensar ir a Londres no final do ano, mas ainda está tudo em análise e não sei se irei mesmo.
Custou!

A outra situação foi na Parfois
Duas situações que compuseram a minha visita. Primeiro, uma amiga fez anos e tinha comentado comigo que viu uma carteira linda na Parfois. Depois, a minha mãe pediu-me para ir ver uns brincos que precisava para uma determinada roupa. Ora, eu não queria lá ir, mas teve de ser.
Mal entrei vi que a nova colecção é maravilhosa. Depois vi-a. Foi amor!
A minha mochila nude estragou-se, sem arranjo possível e preciso mesmo de uma nova. Depois que vi este modelo, sei que é esta que preciso. 
Claro que foi muito difícil sair de lá sem ela. Ia-me dar tanto jeito.
Mas lá ficou.

Agora que acabou oficialmente, que o cartão está livre de novo, a vontade de comprar é muito pouca. Há coisas que sei que vou comprar, porque estou a desejar há muito, mas percebi que tenho muito mais opções no armário do que pensava.

O resultado só pode ser positivo. Estou mais leve e com mais euros na conta!