quarta-feira, 23 de março de 2016

Filme de semana, Beasts of No Nation



Há filmes que nos deixam sem palavras. Eu fiquei com este filme. 
Sabia que queria escrever sobre ele, mas ficou muito difícil saber como o fazer.

Beast of No Nation não é um filme para todos verem. Não é que não o devam fazer, mas muitas pessoas vão menospreza-lo. Para pessoas que não gostam de violência, de filmes de guerra, de brutalidade não é um filme indicado. Porque este é um filme cru. Duro. Verdadeiro. 
É um murro no estômago em forma de filme. 

A guerra é algo que muitos de nós, felizmente, só têm conhecimento teórico. Sabemos de histórias, de acontecimentos. Ouvimos relatos, mas continuamos a viver, sem pensar muito no assunto.
Este filme torna-se tão poderoso porque, além de ser um relato de guerra, é um relato de uma criança. 
Essa criança que num dia era isso mesmo, uma criança que como qualquer outra brincava e no dia seguinte era um soldado.
Uma criança que viu, fez e sentiu mais terror e sofrimento que muitos de nós vemos numa vida.
E o pior, é que este filme apenas relata a vida de milhões de crianças espalhadas pelo mundo. 

A realização é maravilhosa. Idris Elba (adoro este homem!) e Abraham Attah estão perfeitos. 

É um filme duro. É um filme muito bom. 
A perda da inocência. A criação de monstros. A realidade mais crua. 
Vale tanto a pena. 

21 comentários:

  1. Eu vi mas não acabei, é demasiado duro, agressivo, brutal. Quando obrigaram o miúdo a matar, eu chorei da minha alma. É terrível!

    ResponderExcluir
  2. Parece ser MUITO bom mesmo. Gostei!


    Beijinhos
    n. // www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ainda não vi, mas fiquei muito curiosa :)
    Beijinho.
    http://belezacemlimites.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. bem.. pela descrição agora tenho mesmo que ver, adoro filmes assim!

    FLORE COCKTAIL

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida :)
    Fico feliz por saber que gostaste do meu blogue, espero que continues a visitar-me! (:
    Esse filme parece ser super interessante!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Completamente, querida! Já li maravilhas acerca dos produtos de rosto e estou mesmo ansioso por os testar. Em princípio sexta já vou comprar um ou outro. Tentarei trazer uma review rapidamente :P

    Não conhecia o teu blog mas já tratei de o seguir. :D Por falta de tempo, não consigo ver tantos filmes quanto queria. Contudo, este pela trama e pela tua crítica, merece bastante destaque. Gosto quando os filmes retratam, de certo modo, a nossa atualidade e este, de certo modo, retrata o que estamos a viver agora.
    Só falta mesmo coragem para enfrente um filme tão duro, tal como referes!

    Um beijinho e continua com o ótimo trabalho :')

    NEW REVIEW POST | BQ Aquaris X5 White + Rose Gold
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  7. obrigada pelo comentário <3
    ainda não vi, mas estou super curiosa :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já o tenho, aqui, para ver há um tempinho, mas ainda não ganhei coragem. :/
    Quero muito. No entanto, depois desta tua crítica, não me parece que seja para já. É preciso uma preparação psicológica antes e eu ainda não me recompus de todos os documentários que andei a ver.

    ResponderExcluir
  9. Eu não acabei de ver ainda, só cheguei aos 30 minutos, mas quero ganhar coragem para o acabar. Está extremamente realista e de partir o coração.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei muuuuito curiosa. Tenho que o ver, mas vai ter que ser num dia em que esteja muito zen

    ResponderExcluir
  11. Costumo gostar deste tipo de filmes. Apesar da brutalidade, há murros no estômago que precisamos de levar para valorizar o que temos e nos apercebermos daquela que é a realidade de muitos países...
    Beijinho*

    ResponderExcluir
  12. Ainda não vi mas fiquei curiosa!
    http://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  13. Quando tiver um tempinho vou ver...

    ResponderExcluir
  14. Parece interessante de uma maneira real e crua... Tenho de ver se vejo.

    ResponderExcluir
  15. Pois... eu já vejo pouco cinema e filmes que retratam a bestialidade da raça humana, têm o condão de me deixar deprimido, ou enraivecido. Por isso tendo a evitá-los.
    Tenho o "12 Years a Slave " no computador há mais de um ano e ainda não tive disposição para o ver. :/

    ResponderExcluir
  16. hum, deve ser demasiado duro para mim :/

    ResponderExcluir
  17. Pelo que disseste, não me parece que seja filme para mim...

    ResponderExcluir
  18. Já vi este filme e sim é muito Duro de se ver,mas é um Bom Filme . Eu Gostei da História . Beijokas
    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderExcluir
  19. Já fui ver o trailer já que tu aguçaste mesmo muito a curiosidade. gosto imenso deste tipo de filmes! Tenho de ver!!!
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderExcluir